D. Fernando Meneses : Conde da Ericeira

Documento/Processo, [191?] – [191?]


Reprodução de uma gravura retratando o 2.º Conde de Ericeira, D. Fernando de Meneses em 1682, nobre e militar do século XVII. Figura proeminente nas lutas da Restauração da Independência.
D. João IV de Portugal, aclamado rei após a Guerra da Restauração, reconhecendo o elevado valor militar de D. Fernando de Meneses, encarregou-o de fortificar os portos marítimos contra a invasão dos castelhanos, missão esta que ele prontamente executou, aumentando com maior número de artilharia o Castelo de Outão de Setúbal e levantando alguns fortes em Aveiro, Buarcos, Peniche e outros lugares marítimos. Nas batalhas de Montijo, Valverde e Barcarrota, Meneses se tornou distinto e livrou a cidade de Évora do cerco a que tinha sido submetida pelo general castelhano Marquês de Legañez. Sendo governador da praça de Peniche, impediu o desembarque da armada inglesa no porto. Em 1656, foi nomeado governador e capitão-general de Tânger, para onde partiu em 17 de fevereiro, sendo recebido naquela praça com multiplicadas descargas de artilharia pelo seu antecessor D. Rodrigo de Lencastre.

Ver em ecrã completo
  • Identificador 300555
  • Código parcial F.NV:FG.M:7:9
  • Arquivo
  • Produtor
  • Notas

    Cota antiga: 572.

  • Dimensões

    0,090 x 0,120 m; 1 negativo em vidro

  • Local de consulta

    Arquivo Histórico

  • Cota

    F-NV/FG-M/7/9