Documentos produzidos por Ferreira, João Martins. 14-- - 1514 94

[Sentença de João de Oliveira dirigida a Afonso Anes e a Inês Afonso]

Documento/Processo, 1431/03/26 – 1431/03/26

João de Oliveira julga, por sentença definitiva, o pleito que opunha Afonso Anes e Inês Afonso em virtude de umas casas sitas em Miragaia que Afonso Anes tinha rematado; como Inês Afonso e seus filhos possuíam um oitavo das referidas casas, seriam indemnizados na quantia correspondente.

[Escritura de doação de umas casas situadas na Rua das Tendas]

Documento/Processo, 1437/05/03 – 1437/05/03

Maria Martins, em seu nome e de seu marido, doa a Gonçalo Esteves umas casas situadas na Rua das Tendas. O documento inclui a procuração pela qual Martim Martins estabelece Maria Martins como sua procuradora, datada de 30 de Outubro de 1423, bem como o auto de posse das referidas casas.

[Escritura de venda de umas casas situadas na Rua da Lada]

Documento/Processo, 1488/09/05 – 1488/09/05

Pero Anes vende a João Martins Ferreira umas casas situadas na Rua da Lada de que este tomou posse no próprio dia da realização da escritura.

[Escritura de emprazamento de umas casas situadas na Rua dos Mercadores]

Documento/Processo, 1443/07/05 – 1443/07/05

João de Aragão e Violante Gil, sua mulher, emprazam a Egas Gonçalves e a Beatriz Peres, sua mulher, umas casas situadas na rua dos Mercadores pela renda anual de quatrocentos e oitenta reais brancos, a pagar em São Miguel de Setembro.

[Escritura de doação de um terreno situado em Massarelos]

Documento/Processo, 1443/08/24 – 1443/08/24

Afonso Anes, abade de Perafita, doa a Inês Pires, sua tia, o chão que herdara por morte de seus pais em Massarelos.

[Escritura de venda de um terreno situado em Massarelos]

Documento/Processo, 1444/08/22 – 1444/08/22

Manuel Vasques, escudeiro, e Maria Esteves, sua mulher, vendem a Afonso Gonçalves, tabelião, e a Inês Afonso, sua mulher, o quinhão de um chão situado em Massarelos pelo preço de cinquenta reais brancos.

[Escritura de doação de uma parte da água do lugar da Macieirinha]

Documento/Processo, 1445/04/25 – 1445/04/25

João Gonçalves doa a Afonso Gonçalves parte da água que corre para o campo do Pombal, no lugar da Macieirinha. O doador já havia vendido o referido campo a Afonso Gonçalves.

[Testamento de Fernão Vasques a favor de Maria de Paiva]

Documento/Processo, 1448/12/18 – 1448/12/18

Fernão Vasques, marinheiro, faz testamento de todos os seus bens a favor de Maria de Paiva, sua criada, como recompensa dos serviços prestados a si e a sua mulher.

[Escritura de venda de um pardieiro e de um enxido situados na Rua dos Mercadores]

Documento/Processo, 1449/12/11 – 1449/12/11

Lopo Rabelo e Branca Rodrigues, sua mulher, vendem a João Álvares o pardieiro e o enxido que haviam comprado a Senhorinha Anes, situado na Rua dos Mercadores, por preço e révora de mil e trezentos reais brancos.

[Escritura de doação de uma casa e de uma loja na Lada]

Documento/Processo, 1451/06/02 – 1451/06/02

João André e Catarina Jácome, sua mulher, doam a sua filha Bela Anes e a João Gonçalves, marido desta, uma casa e uma loja na Lada.

[Escritura de emprazamento de umas casas situadas na Praça da Ribeira]

Documento/Processo, 1455/04/15 – 1455/04/15

Afonso Gonçalves e sua mulher, Inês Afonso, bem como Martim Lourenço e Maria Álvares, emprazam a Vasco Anes e a sua mulher, Inês Anes, umas casas situadas na Praça da Ribeira pela renda anual de vinte libras, a pagar em São Miguel de Setembro.

[Escritura de venda de umas casas situadas na Rua dos Mercadores]

Documento/Processo, 1459/09/19 – 1459/09/19

Diogo Lopes, escudeiro, e Mécia Fernandes, sua mulher, vendem a João Martins Ferreira, três oitavos de umas casas, situadas na Rua dos Mercadores, pelo preço de três mil reais.

[Escritura de escambo de umas casas situadas na Rua de Belomonte por outras sitas na Rua da Ourivesaria]

Documento/Processo, 1464/06/20 – 1464/06/20

Álvaro Anes, em seu nome e no de sua mulher, escamba umas casas situadas em Belomonte, por outras casas sitas na Ourivesaria, pertença de João Álvares; em Julho do mesmo ano, Ana Gonçalves, mulher de Álvaro Anes, dá o seu consentimento relativamente ao escambo realizado dias antes. O documento inclui, no verso, o auto de posse das casas da rua de Belomonte, realizado em 23 de Agosto.

[Escritura de venda de umas casas situadas na Rua da Lada]

Documento/Processo, 1472/09/24 – 1472/09/24

Catarina Anes, em seu nome e no de seu marido Vasco Afonso, vende a Diogo Fernandes e a Beatriz Eanes, sua mulher, um quarto de umas casas situadas na Rua da Lada, por preço e révora de mil e seiscentos reais brancos. A procuração pela qual Vasco Afonso institui a mulher como sua procuradora, datada de 4 de Julho de 1472, encontra-se transcrita no pergaminho. O documento inclui o auto de posse realizado em 9 de Janeiro de 1473. No verso do pergaminho, encontra-se transcrito o auto de posse das referidas casas por João Martins Ferreira que as compra a Diogo Fernandes (1485?).

[Escritura de emprazamento de casas situadas na Rua do Souto]

Documento/Processo, 1476/10/18 – 1476/10/18

Bartolomeu Fernandes e Fernão Vicente emprazam a Pedro de Barros e a Catarina Pires, sua mulher, umas casas situadas na Rua do Souto pela renda anual de trezentos reais, a pagar em São Miguel de Setembro. Este emprazamento realizou-se após a desistência de João Afonso e Maria André, sua filha, que até então tinham por prazo as referidas casas.

[Escritura de venda de casas situadas na Rua dos Mercadores]

Documento/Processo, 1476/12/16 – 1476/12/16

Álvaro Dinis e Guiomar Dinis, sua mulher, vendem a João Martins Ferreira, mercador, um quarto de casas situadas na Rua dos Mercadores por preço e révora de seiscentos reais brancos. O documento inclui o auto de posse das referidas casas datado de 28 de Janeiro de 1477.

[Requerimento de Catarina Mateus ao juiz Fernão Novais]

Documento/Processo, 1477/09/10 – 1477/09/10

Catarina Mateus requer a Fernão Novais, juiz, uma escritura pública do testamento de João Álvares, porteiro dos dinheiros de Ceuta, no qual constava que ela e seu marido, Fernão Anes, haviam herdado umas casas situadas em Belomonte. O documento inclui, no verso, o auto de posse das referidas casas realizado em 11 de Setembro de 1477.

[Escritura de venda de casas situadas na Rua dos Mercadores, Miragaia e na Praça da Ribeira]

Documento/Processo, 1477/12/02 – 1477/12/02

Frei Vasco, frade de São Francisco, e Nuno Fernandes, alfaiate, respectivamente provedor e testamenteiro de João Álvares, já falecido, vendem a João Martins Ferreira, mercador, as casas que aquele possuía na Rua dos Mercadores e em Miragaia, bem como um foro, pelo preço de vinte e oito mil trezentos e cinquenta reais.

[Escritura de venda de parte de umas casas-torres situadas na Rua dos Mercadores]

Documento/Processo, 1477/12/20 – 1477/12/20

Gonçalo Anes e suas irmãs, Braseda e Catarina Anes, vendem a João Martins Ferreira um quarto de umas casas-torres, situadas na Rua dos Mercadores - herdadas de seus pais que as receberam de Maria Anes, mulher de João Domingues e tia deles - pelo preço e révora de oito mil reais.

[Escritura de emprazamento de umas casas situadas na Rua da Fonte Taurina]

Documento/Processo, 1481/05/24 – 1481/05/24

Fernão de Aranha e Branca Pires, sua mulher, emprazam por três vidas a Pedro Anes, sapateiro, e a Maria Anes, sua mulher, umas casas situadas na Rua da Fonte Taurina pela renda anual de setecentos reais, a pagar em São Miguel de Setembro.